Instituto Trata Brasil participa de seminário sobre o Investimento Social de Alto Impacto para o saneamento básico na FGV

25 de maio de 2016 Deixe um comentário

13254528_1186560271389030_1578428136210876764_n

O Instituto Trata Brasil participou da Mesa Redonda: “Saneamento – Investimento Social de Alto Impacto” da Revista Conjuntura Econômica, publicação do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV).

O evento reuniu especialistas no assunto para debater o tema e propor caminhos para que o país saia dessa incômoda posição.

Confira o vídeo, clique aqui.

 

Categorias:Saneamento

Holambra pode ser a primeira do país a tratar 100% do esgoto rural

23 de maio de 2016 Deixe um comentário

DSC07060

Na última segunda-feira, 16, o Canal Rural publicou uma matéria sobre o atraso a implementação de diferentes fossas biodigestoras nas comunidades rurais em Holambra, cidade do interior de São Paulo.

De acordo com os dados divulgados na matéria, além passar por diversas etapas, essas fossas podem auxiliar na diminuição de ocorrência de doenças e transformar o material gerado em um biofertilizante.

A cidade pode se tornar a primeira do país a tratar 100% do esgoto na zona rural.

Confira a matéria na íntegra, clique aqui.

Categorias:Saneamento

A importância de saneamento em áreas irregulares

20 de maio de 2016 Deixe um comentário

ACC_7511

A falta de serviços regulares de saneamento básico está por toda parte, dos bairros nobres às favelas mais carentes. A maior incidência de doenças e outros problemas ligados a esse setor estão nas áreas mais pobres e nas diversas de áreas irregulares espalhadas pelas cidades do país.

Recentemente o Trata Brasil lançou o estudo “Saneamento em Áreas Irregulares nas Grandes Cidades Brasileiras”, que conta com uma análise objetiva que identificou a percepção dos prestadores de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário acerca da problemática do saneamento básico dos assentamentos irregulares em 63 dos 100 maiores municípios do País que aderiram à pesquisa.

Nos assentamentos irregulares, tais como em favelas, onde os serviços públicos de saneamento básico são inexistentes ou precários, são frequentes as situações de reservação inadequada de água em recipientes e baldes, poços e fossas rudimentares, esgoto a céu aberto e acúmulo de lixo, além de situações de desabamentos de moradias localizadas em áreas de risco. Todos esses fatores contribuem para maior vulnerabilidade social e susceptibilidade dessa população a problemas de saúde pública, assim como contaminação do meio ambiente.

O Trata Brasil alerta que somente com a conscientização da população sobre os impactos sociais e ambientais provocados pelo esgoto das cidades, é que a meta de universalização poderá ser alcançada.

Confira o estudo, clique aqui.

Categorias:Saneamento

Cenário do saneamento básico é tema de mesa redonda no lançamento do estudo “Saneamento em Áreas Irregulares nas grandes cidades brasileiras”

18 de maio de 2016 Deixe um comentário

IMG_10247

O Instituto Trata Brasil lançou no dia 16 de maio de 2016, em parceria com a Subcomissão Especial da Universalização do Saneamento Básico da Câmara dos Deputados, e o Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV, o estudo “Saneamento Básico em Áreas Irregulares nas Grandes Cidades Brasileiras” no auditório da FGV Berrini em São Paulo.

O estudo conta com uma análise objetiva que identificou a percepção dos prestadores de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário acerca da problemática do saneamento básico dos assentamentos irregulares em 63 dos 100 maiores municípios do País que aderiram a pesquisa.

O evento contou com uma mesa redonda formada por autoridades do setor, que promoveu discussões sobre o cenário do saneamento no país, e focou nos desafios que enfrentaremos até que a universalização seja efetiva. Entre as autoridades:

Jerson Kelman (Sabesp), Roberto Tavares (AESBE), Dep. João Paulo Papa (Comissão Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, Dante Ragazzi (ABES) e Alceu Galvão (autor estudo), Roberto Muniz (ABCON), Padre Manoel Quinta (CNBB), Prefeito Márcio Lacerda (Frente Nacional dos Prefeitos), Dr. Tatiana Barreto (Ministério Público), Dep. Papa, Gesner Oliveira (FGV) e Malu Ribeiro (SOS Mata Atlântica).

O estudo foi divulgado durante o evento. O diagnóstico apresentado está disponível no link:  http://www.tratabrasil.org.br/areas-irregulares

Confira as fotos:

Categorias:Saneamento

Trata Brasil lança novo estudo sobre “Saneamento em áreas Irregulares” na FGV em São Paulo

13 de maio de 2016 Deixe um comentário

Sem título

O Instituto Trata Brasil lança, em parceria com a Subcomissão Especial da Universalização do Saneamento Básico da Câmara dos Deputados, e o Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV, o estudo “Saneamento Básico em Áreas Irregulares nas Grandes Cidades Brasileiras”, na segunda-feira, dia 16 de maio.

O evento contará com uma mesa-redonda para aprofundar a discussão, além disso haverá diversas palestras sobre o tema, sempre focando a ausência do saneamento nas áreas irregulares do país.

As inscrições já estão encerradas, mas você pode acompanhar a transmissão ao vivo que estará disponível no link no facebook do ITB, clique aqui.

Categorias:Saneamento

O saneamento começa pela conscientização

11 de maio de 2016 Deixe um comentário

DSC02394

Além de estar relacionada a assuntos que dizem respeito ao tratamento de água e esgoto, a conscientização ainda é um dos principais pilares do saneamento. As ações do Instituto Trata Brasil visam estimular a sociedade civil, muitas vezes alheia à questão da coleta e do tratamento de esgoto, promovendo iniciativas no campo da informação, da conscientização, da sensibilização e do desenvolvimento de ferramentas e práticas com o propósito de solucionar questões de interesse coletivo.

Recentemente em parceria com a Maurício de Sousa Produções, o ITB lançou a revista oficial ‘Turma da Mônica – Uso Racional da Água e Saneamento Básico’ com o apoio da Sabesp, CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) e a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos.

A cartilha oficial visa promover em crianças e adultos a conscientização sobre a importância de preservar o meio ambiente, tratamento de água e esgoto. Além disso, está ligada diretamente a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016, cujo tema principal é ‘Casa comum, nossa responsabilidade’ voltado ao saneamento básico.

O Trata Brasil alerta que somente com a conscientização da população sobre os impactos sociais e ambientais provocados pelo esgoto das cidades, é que a meta de universalização poderá ser alcançada.

Veja as fotos do evento, clique aqui.

Categorias:Saneamento

Você conhece a Lei do Saneamento?

9 de maio de 2016 Deixe um comentário
law-1063249_1920

Foto: Pixabay

Em 2007, após anos de luta, finalmente o setor de saneamento conquistou o seu marco regulatório, por meio da aprovação da Lei 11.445. A partir de então, as diretrizes e parâmetros para os serviços de água e esgotos no país ganharam novos rumos, deixando mais claro quem são os responsáveis pela titularidade dos serviços e o que os municípios precisam fazer para universalizar o saneamento básico.

Ainda que de alguns anos pra cá os investimentos tenham reduzidos e muitas obras se encontram em estado inadequado, a Lei do Saneamento é um símbolo para o setor em meio a tantos desafios ligados ao desenvolvimento dos direitos fundamentais e da melhoria das necessidades básicas da sociedade. Desde a criação da lei, o país teve alguns avanços nesse setor com investimentos do Governo Federal, governos estaduais e obras das prefeituras, mas ainda está longe da universalização.

Temos diversas partes do país com o desenvolvimento precário, como as regiões Norte e Nordeste  com índices precários na coleta e tratamento dos esgotos. Menos de 8% da população do Norte têm acesso à coleta dos esgotos, isto é, um pouco mais de 92% das pessoas ainda descartam o esgoto de maneira inadequada, poluindo diretamente o solo e os cursos d’água.

Ainda que hoje tenhamos uma lei que rege o saneamento básico, é o direito e dever de cada cidadão se atentar a boas práticas e formas de garantir avanço do desenvolvimento de uma vida saudável e que abranja não só uma parte da população, mas um todo.

Para conferir a Lei na íntegra, clique aqui.

Categorias:Saneamento
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 32 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: