O Instituto Trata Brasil lançou na sexta-feira (15), durante o ato de homenagem aos seus embaixadores, o Blog do Trata Brasil, um novo espaço para o relacionamento do Instituto com os diversos setores da sociedade.      

Dra. Zilda Arns e Luis Fernando Felli

Não poderíamos ter escolhido uma data melhor para estrear o Blog do Trata Brasil, que trouxe para este primeiro “post” detalhes do evento realizado no espaço Octávio Café, em São Paulo, que teve como objetivo apresentar e dar transparência nas ações da entidade desde o seu lançamento, assim como suas novas conquistas e apresentação, em sessão exclusiva, da campanha de mídia e do vídeo institucional da entidade.  

 
 

 

 

 

 

 

 

 

Participaram do evento os embaixadores Dra. Zilda Arns, Dr. Artur Timerman, Dr. Anthony Wong, Magda dos Santos, mãe da ginasta Daiane do Santos, a empresária Fernanda Ribas representando o ator Wagner Moura, o presidente do Instituto Trata Brasil, Luis Fernando Felli, o diretor executivo Raul Pinho, os membros do Conselho Superior da entidade, Amaury Olsen, presidente da Tigre, Marcos Bicudo, presidente da Amanco, Carlos Tieghi, diretor comercial da Solvay Indupa, Edson Carlos, gerente de promoção de negócios da Solvay Indupa, Marise Barroso, diretora da Amanco e Paulo Nascentes, diretor da Tigre. Entre os convidados Clóvis Boufleur, gestor de relações institucionais da Pastoral da Criança, Yves Besse, presidente da CAB Ambiental e da Abcon, representantes do Bradesco, OAS, CibePAR e da Abdib.  

Raul Pinho e Dr. Anthony Wong
Raul Pinho e Dr. Anthony Wong

O presidente do Instituto Trata Brasil, Luis Fernando Felli, seguido por Raul Pinho, diretor executivo do Trata Brasil, enfatizaram a importância da conscientização sobre os impactos econômicos da falta de saneamento: 7 crianças morrem no País devido implicações da falta de coleta e de tratamento de esgoto, no ano, são mais de 2.500 mortes e mais de 700 mil internações por doenças relacionadas a falta de saneamento no País. Hoje, apenas 20% do esgoto gerado no País recebe tratamento, o esgoto que não é tratado é despejado direto nos rios, praias e mananciais. ” É um sonho e um dever de todos nós, poder mudar esta realidade. É algo possível de contarmos para as futuras gerações que ajudamos a mudar essa realidade”, ressaltou Felli em seu discurso.

Dra. Zilda Arns e Dr. Anthony Wong
Dra. Zilda Arns e Dr. Anthony Wong

Dra. Zilda Arns – Fundadora e Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança – Indicada ao Prêmio Nobel da Paz, falou da importância do ITB no auxílio de soluções às prefeitura que muitas vezes não sabem de que maneira utilizar a verba disponível para o setor, o que é um enorme desperdício de dinheiro. 

Dr. Artur Timerman
Dr. Artur Timerman e Marcos Bicudo

“É uma honra e um privilégio receber esta homenagem e fazer parte deste grupo seleto, a classe médica precisa estar atenta na questão do saneamento básico”, chamou a atenção Dr. Artur Timerman – Médico Infectologista.

Dr. Anthony Wong e Carlos Tieghi
Dr. Anthony Wong e Carlos Tieghi

Os impactos da falta de saneamento em crianças, em idade de desenvolvimento,  são nefastos, afetam a saúde de forma irreversível, tanto no aspecto neurológico quanto fisiológico, alertou Dr. Anthony Wong – Pediatra e Toxicologista e Diretor do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, da FMUSP . 

Luis Fernando Felli e Fernanda Ribas

A empresária Fernanda Ribas recebeu homenagem feita ao ator Wagner Moura, embaixador do Instituto.

Magda dos Santos
Luis Fernando Felli e Magda dos Santos

“É um prazer receber este prêmio em nome da Daiane, que não só como esportista , mas também como cidadã moradora brasileira se preocupa com questões da periferia”, afirmou em seu discurso Magda dos Santos, mãe da ginasta Daiane dos Santos, embaixadora do Trata Brasil.  

Adalberto Piotto
Adalberto Piotto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Decidi fazer parte da entidade porque acho fantástica a indignação que o trabalho do Trata Brasil causa nas pessoas e minha atuação nesse sentido tem como objetivo causar esta indignação em quanto mais pessoas for possível, fazê-las se perguntarem porque os rios daqui são tão poluídos e porque os pulmões brasileiros valem menos?A questão do saneamento no Brasil não pode ser mais uma história invisível”, disse o jornalista Adalberto Piotto.  

Anúncios