Retorno pode ser de até 34 vezes o valor empenhado, segundo estudo. Melhora da saúde e da produtividade tem efeitos duradouros.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o investimento em água potável e saneamento básico gera retorno econômico e justifica cada dólar investido. Os benefícios econômicos, dependendo da região do globo, podem ser de até 34 vezes o valor investido. Se considerada a economia por conta da dsponibilidade de água potável, dispensando tratamento com produtos químicos, odemos chegar à poupança de 60 vezes o que for gasto para obter água limpa.

As populações que têm acesso a água potável e saneamento básico adoecem menos e terão uma vida mais produtiva. O retrato atual da falta de saneamento mostra que pelo menos mais de 1,5 milhão de pessoas morrem anualmente por não ter água potável e saneamento básico. Outras doenças estão associadas ao baixo índice de saneamento, como a malária. que, por exemplo, mata quase 2 milhões de pessoas anualmente.

Atualmente estima-se que, 2,4 bilhões de pessoas no mundo não tenham acesso a saneamento básico, enquanto mais de 1 bilhão não tem água potável disponível. As metas para o desenvolvimento do milênio, estabelecidas em consenso pelos países membros da ONU, propõem que até 2015 mais 2 bilhões de pessoas tenham acesso a água potável e esgoto.

Esses dados mostram de maneira definitiva que o investimento feito em saneamento básico e para a produção de água potável se reverte não só em saúde para a população como também em economia de divisas para quem investe e no aumento da riqueza geral a partir da melhora da produtividade e da saúde. Leia mais Saúde em foco, da CBN, com o ponto de vista do médico e apresentador Luis Fernando Correia.

Anúncios