esg Maceio 1

Um estudo sobre as condições de saneamento no País, realizado pelo Instituto Trata Brasil (ITB), nas 79 cidades com população acima de 300 mil habitantes, apresenta melhora na prestação dos serviços de coleta e tratamento de esgotos entre os anos de 2003 e 2007, no âmbito nacional. Mas no ranking geral, a capital alagoana, única cidade do Estado que entrou na avaliação, aparece entre as 15 com os piores índices de atendimento à população, com água tratada, coleta e tratamento de esgoto.

De acordo com o presidente executivo do ITB, Raul Pinho, que esteve ontem, em Maceió, participando do Seminário “Perspectivas de Saneamento Básico em Alagoas”, a pesquisa também mostra que 68% da população aponta a administração municipal como responsável pela situação, apesar da diversidade de gestões que vigora no País, com modelos públicos (estadual e municipal), e privado.

Jornal Gazeta de Alagoas / 26.08.09

Anúncios