Investimentos do Governo Federal nas 12 cidades podem auxiliar no objetivo de universalizar o saneamento básico para as populações locais

Sempre que um país é sede de uma grande competição esportiva internacional, fala-se do legado em infraestrutura para suas cidades. E o maior gargalo em infraestrutura no Brasil hoje está no saneamento básico.

E para mostrar esse problema, o Instituto Trata Brasil fez um retrato das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 no que se refere ao saneamento básico. Belo Horizonte é a cidade com maior cobertura de rede de esgoto, com mais de 97%, enquanto Natal é a última colocada, com apenas 21% da população atendida.

E como saneamento básico é saúde, seguem alguns dados:

  • Fortaleza e Natal estão no topo do índice de mortalidade infantil;
  • Fortaleza repete o primeiro lugar, seguida de Recife, no índice de doenças infecciosas parasitárias entre crianças de 1 a 4 anos;
  • Porto Alegre, Recife, Cuiabá, Manaus e Natal estão abaixo da média nacional de rede de esgoto (50%).

Clique aqui e acesse a tabela com os dados sobre as cidades-sede. Divulgue estas informações e comente a discussão sobre saneamento básico em sua cidade.

Sobre o Instituto Trata Brasil

O Instituto Trata Brasil é uma OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – que visa coordenar uma ampla mobilização nacional, para que o País possa atingir a universalização do acesso à coleta e ao tratamento de esgoto.

Alguns dados alarmantes:

  • Apenas metade da população brasileira tem acesso à rede de coleta de esgoto. Diante de quase 100 milhões de pessoas que não contam com a mesma sorte.
  • O tratamento do esgoto coletado chega a apenas 30% da população, um índice muito inferior a outros países sul-americanos, como o Chile, onde 97% dos domicílios têm coleta de esgoto.

Quer saber mais? Visite o nosso site: www.tratabrasil.org.br.

Anúncios