O primeiro dia de debates no seminário Copa 2014 – Saneamento na Rede evidenciou uma palavra de ordem para os municípios brasileiros: planejamento. Ele é necessário para melhorar a eficiência de sistemas de saneamento básico já existentes, implementar inexistentes e principalmente para conseguir financiamentos para tirar as obras do papel.

Para a líder de projetos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), Márcia Casseb, os investimentos para a Copa do Mundo “são uma oportunidade de gerar projetos de longo prazo para desenvolvimento sustentável” no âmbito do saneamento básico. O BID faz financiamentos mistos, ou seja, os investimentos totais contam também com dinheiro do Governo Federal.

Já o BIRD (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento), também conhecido como Banco Mundial, tem empréstimos com amortizações flexíveis, mas os financiamentos também exigem projetos bem preparados. Segundo Marco Abicalil, um projeto bem estruturado consegue a liberação dos recursos em nove meses.

O Chefe do Departamento de Saneamento Ambiental do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento), Luis Inácio Dantas, destacou que as concessionárias regionais e municipais devem procurar os financiamentos, pois o setor de saneamento tem taxas de retorno muito atraentes, de até dois dígitos. E ainda destacou o setor de redução de perdas de água como uma grande oportunidade de investimento.

O Superintendente Nacional de Saneamento e Infraestrutura da CAIXA, Rogério de Paula Tavares, alertou que para evitar a morosidade dos projetos do PAC 1, os financiamentos para o PAC 2 só terão seus contratos assinados após a aprovação dos projetos básicos licitáveis. E também divulgou a novidade nos financiamentos: a CAIXA agora libera recursos para a realização de projetos.

Portanto, se seu município ainda está atrasado com as obrigatoriedades da Lei 11.445, procure informações junto aos possíveis financiadores para garantir os recursos das obras de saneamento básico. E sempre fique ligado no site do Trata Brasil e também em nossas redes sociais para saber as últimas novidades e pesquisas sobre o assunto.

Anúncios