ACC_7519

É fato que estamos vivendo uma grande crise no Brasil em diversos setores da sociedade. Entre esses, estão: saúde, educação, imóveis, turismo e principalmente no mercado de trabalho. De acordo com o estudo “Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento brasileiro do Instituto Trata Brasil, em parceria com o Conselho Empresarial para Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), cerca de 300 mil trabalhadores se afastaram por diarreias e outras doenças em 2013.

Para o presidente do executivo Instituo Trata Brasil, Édison Carlos, seriam necessários investimentos para combater o déficit no setor e universalizar o saneamento, além de acesso aos serviços de água e esgoto. “Existem muitos locais públicos, como escolas e empresas que não possuem saneamento adequado para os funcionários. Ainda para Édison, ter acesso à rede de esgoto e tratamento der água dentro e nos arredores dos locais de trabalho é essencial para o aumento na produtividade do trabalhador, e principalmente de qualidade de vida.

Conforme os dados do estudo, a implantação da rede de esgoto reflete positivamente na qualidade de vida do trabalhador gerando o aumento da sua produtividade e da renda, além de contribuir para a valorização dos imóveis. Dados SNIS de 2013 apontaram que o setor de saneamento gerou 727 mil empregos diretos e indiretos em todo o país com receitas totais, em água e esgotos, de R$ 91,6 bilhões.

Anúncios