diarreia-causas-sintomas-e-tratamentos
foto: banco de imagens

A ausência de serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto tem impacto direto em diversas áreas da sociedade, desde educação, saúde pública e qualidade de vida. Entre as principais doenças que afetam a população está a diarreia, que de acordo com o estudo do Instituto Trata Brasil (Esgotamento Sanitário Inadequado e Impactos na Saúde da População), 88% das mortes por diarreias no mundo são causadas pelo saneamento inadequado.

Destes óbitos, aproximadamente 84% são de crianças (Organização Mundial da Saúde, 2009), sendo, segundo a Unicef (2009), a segunda maior causa de mortes em crianças menores de 5 anos de idade.

Ainda de acordo com o estudo, as cidades com piores taxas de internações por diarreias estão nas regiões Norte e Nordeste, como por exemplo, o município de Ananindeua (PA) que foi diagnosticado como o caso mais crítico, acima de 900 internações por 100 mil habitantes (dados de 2011).

A universalização do saneamento básico, em especial dos serviços de coleta e tratamento de esgoto, é urgente para que esse panorama mude, a fim de melhorar a saúde da população e para diminuir os gastos com internação por essa enfermidade.

A população precisa se conscientizar de que lutar por medidas que assegurem os brasileiros de serem afetados por problemas relacionados à falta de saneamento. Ao garantir acesso de todos à coleta e tratamento dos esgotos, os gestores dos municípios podem prevenir a população de diversas patologias, além da diarreia e outras doenças gastrintestinais, como outras mudanças que trariam enormes benefícios para o município.

Para conferir estudos do Trata Brasil, clique aqui.

Anúncios